A crise econômica no Brasil trouxe uma situação peculiar para o país. De um lado, o setor tem sofrido com a redução de custos dos brasileiros, de outro, a desvalorização do real tem incentivado, cada vez mais, a procura por destinos nacionais, além de trazer visitantes estrangeiros e impulsionar as oportunidades para o pequeno e médio prestador de serviço.

A solução para este dilema, segundo a Associação Brasileira de Agências de Viagem é segmentar o serviço e usar a criatividade. Algumas agências, por exemplo, já oferecem destinos temáticos como passeios com adrenalina, viagens em família ou destinos românticos (aqui no nosso Medium temos várias dessas opções).

Mas de nada adianta o investimento em um nicho específico se não houver qualificação do profissional de turismo para atender a esta demanda. Estar preparado, bem informado compreender o mercado é essencial para driblar de vez a crise e manter o seu negócio sempre em crescimento.