Montreal Clube de Hospedagem

Esqueceu sua Senha?

Desbloquear Usuário

Não possui conta?

Montreal Clube de Hospedagem
Montreal Clube de Hospedagem
Montreal Clube de HospedagemMontreal Clube de Hospedagem
Forgot password?

Materia Revista

 

Apesar de tão arraigado na história de Minas, ninguém sabe ao certo como e quando ele surgiu. Alguns estudiosos acreditam que tenha sido criado no século XVIII, como uma “alternativa” ao pão, tão consumido pelos portugueses. Como a farinha de trigo era importada da Europa, demorava a chegar e tinha baixa qualidade, a saída foi buscar um substituto mais abundante no Brasil: a fécula de mandioca, conhecida como polvilho. A junção com o queijo teria ocorrido nas fazendas de queijo, em que se faz necessária a raspagem do produto. Os escravos, para não desperdiçarem essas sobras e obterem mais um alimento em sua restrita dieta, utilizavam os resíduos na massa do “pão”.

 

Seja qual for a sua origem, é raro encontrar alguém que não goste dessa iguaria, que tem inúmeras receitas. Algumas usam polvilho doce, outras o azedo, ou mesmo ambos; acrescenta-se banha de porco, óleo vegetal, manteiga ou margarina; ovo; água ou leite; sal; e os mais variados tipos de queijo. Mais recentemente, a receita básica ganhou variações com recheios de calabresa, cheiro-verde, goiabada, massa com batata doce, biomassa de banana, ricota e até tofu.

 

Está com água na boca? Não precisa. O site da Emater Minas Gerais traz várias receitas dessa delícia tipicamente mineira. Fomos buscar para vocês duas receitas, uma mais tradicional e outra com uma pegada fitness.

Mas se você quiser conhecer mais opções, basta acessar emater.mg.gov.br, clicar na opção “Confira as nossas receitas” e escolher a sua preferida.

Pão de queijo tradicional

Pão de queijo de batata f it